segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

RIO DE JANEIRO


A origem do nome Rio de Janeiro se deve a um equívoco: no dia 1º de janeiro de 1532, Martim Afonso de Souza descobriu a enseada e a confundiu com um grande rio.



A lista com os nomes a NÃO SEREM VOTADOS está abaixo.  Divulgue entre  seus conhecidos e peça que façam o mesmo.


Que os cariocas esqueçam um pouco a beleza que temos e observem o que poderia ser o nosso Estado e no que se tornou por conta do descaso político: favelas, ruas imundas e esburacadas, maior parte da população constituída por pessoas sem instrução e sem atendimento médico.  Gente atingida pelas ruas com balas perdidas,  assalto, sequestro ...   Para piorar, os traficante dominaram principalmente a capital.  Só um exemplo: os vendedores de gás, para trabalhar, são obrigados a  'pagar'  DOIS MIL REAIS POR SEMANA aos traficantes para que os deixem entrar na área sob seu comando.   É o caso do filho da Luzia  (entrevista:  http://puteiro-nacional.blogspot.com/2009/07/entrevista-com-luzia-que-trabalha-aqui.html ) que abandonou a autonomia que sempre teve, vendeu seu caminhão e agora trabalha na entrega de produtos para uma dessas grandes lojas. Sua independência foi tomada pelos meliantes.

No final da página, algumas fotos da decadência do Rio de Janeiro.  Tudo provocado pelo desrespeito dos políticos e pela falta de civilidade dos cidadãos que vivem num país sem escolas decentes.

NÓS SOMOS OS RESPONSÁVEIS PELA CANALHICE DO CONGRESSO, PORQUE ELEGEMOS AS PESSPOAS ERRADAS.  VAMOS TROCAR OS POLÍTICOS QUE LÁ ESTÃO, NÃO PERMITINDO QUE QUALQUER UM DELES SE REELEJA.  

Não deixem de ver mais esta página feita para os cariocas

Alair Correa (PMDB) Alessandro Calazans (PMN)
Alessandro Molon (PT)
Alexandre Cardoso (PSB)
Alexandre Santos (PMDB)
Altineu Cortes (PMDB)
Alvaro Lins (PMDB)

Anabal (PHS)

André Corrêa (PPS)

André do PV (PV)

Andréia Zito (PSDB)

Aparecida Gama (PMDB)

Armando José (PSB)

Arolde de Oliveira (PFL)

Beatriz Santos (PRB)

Bernardo Ariston (PMDB)

Brizola Neto (PDT)

Carlos Minc (PT)

Carlos Santana (PT)

Chico Alencar (PSOL)

Chico D'Ângelo (PT)

Chiquinho Da Mangueira (PMDB)

Christino Aureo (PMN)
Cida Diogo (PT)
Cidinha Campos (PDT)
Comte (PPS)

Coronel Jairo (PSC)

Deley (PSC)

Dica (PMDB)

Dionisio Lins (PP)

Domingos Brazão (PMDB)

Dr. Adilson Soares (PL)

Dr. Alcides Rolim (PL)

Dr. Audir (PSC)

Dr. Márcio Panisset (PFL)

Dr. Wilson Cabral (PSB)

Édino Fonseca (Prona)

Edmílson Valentim (PCdoB)

Edson Albertassi (PMDB)

Edson Santos (PT)

Eduardo Cunha (PMDB)
Ezequiel (PMDB)

Fabio Silva (PMDB)

Felipe Bornier (PHS)

Fernando Gabeira (PV)

Fernando Gusmão (PC do B)

Fernando Lopes (PMDB)

Filipe Rio de Cara Nova (PSC)

Flavio Bolsonaro (PP)

Gerson Bergher (PSDB)

Gilberto Palmares (PT)
Glauco Lopes (PSDB)

Graça (PMDB)

Graca Pereira (PFL)

Hugo Leal (PSC)

Índio da Costa (PFL)

Inês Pandeló (PT)

Jair Bolsonaro (PP)

Jane da Nubia (PTC)

João Peixoto (PSDC)

Jodenir Soares (PT do B)

Jorge Babu (PT)

Jorge Bittar (PT)

José Nader (PTB)

Leandro Sampaio (PPS)

Léo Vivas (PRB)

Leonardo Picciani (PMDB)

Luiz Paulo (PSDB)

Luiz Sergio (PT)

Marcelino D'Almeida (PFL)

Marcelo Freixo (PSOL)

Marcelo Itagiba (PMDB)

Marcelo Simão (PHS)

Marco Figueiredo (PSC)

Marcos Abrahão (PSL)

Marina Maggessi (PPS)

Mario Marques (PSDB)

Miro Teixeira (PDT)

Natalino (PFL)

Neílton Mulim (PPS)

Nélson Bornier (PMDB)

Nelson Gonçalves (PMDB)

Noel de Carvalho (PMDB)

Olney Botelho (PDT)

Otávio Leite (PSDB)

Pastor Manoel Ferreira (PTB)

Paulo Melo (PMDB)

Paulo Ramos (PDT)

Pedro Augusto (PMDB)

Pedro Fernandes Neto (PFL)

Pedro Paulo (PSDB)

Picciani (PMDB)

Pudim (PMDB)

Renata do Posto (PAN)

Renato Cozzolino (PDT)

Roberto Dinamite (PMDB)
Rodrigo Dantas (PFL)

Rodrigo Maia (PFL)

Rodrigo Neves (PT)

Rogerio Cabral (PSB)

Rogério Lisboa (PFL)

Sabino (PSC)
Sandro Matos (PTB)

Sheila Gama (PDT)

Sílvio Lopes (PSDB)

Simão Sessim (PP)

Solange Almeida (PMDB)

Solange Amaral (PFL)

Suely (PRONA)Zito (PSDB)

Sula (PMDB)

Tucalo (PSC)

Vinícius Carvalho (PTdoB)

Wagner Montes (PDT)

Waldeth do INPS (PL)

Walney Rocha (PAN)


Há muitos políticos envolvidos em maracutais,
que não têm seus nomes na lista suja.
- ALMIR MOURA - DEM
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
- Arnaldo Vianna (PDT)
Inquérito 2826 – crimes de responsabilidade
Inquérito 2827 – crimes de responsabilidade/crimes de lei de licitações
- Arolde de Oliveira (DEM)Inquérito 2798 - Crimes contra o sistema financeiro nacional, crimes contra a ordem tributária- Bispo Rodrigues - Carlos Rodrigues Ex-Deputado PR
- Cida Diogo (PT)Inquérito 2821 – crime de competência por prerrogativa de função - DOUTOR HELENO Deputado PSC
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
- Edson Ezequiel (PMDB)
Inquérito 2300 - peculato, emprego irregular de verbas públicas e corrupção passiva. O processo corre em segredo de Justiça.
- ELAINE COSTA Deputada PTB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
- FERNANDO GONÇALVES Deputado PTB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)
- Geraldo Pudim (PMDB)
Inquérito 2601 - crimes eleitorais
Inquérito 2704 - boca de urna.

- ITAMAR SERPA Deputado PSDB
Crime Contra o Consumidor, Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- JOÃO MENDES DE JESUS Deputado PSB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- JOSÉ DIVINO Deputado PRB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- JÚLIO LOPES Deputado PP
Falsidade Ideológica

- LAURA CARNEIRO Deputada DEM
Improbidade Administrativa e Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- Leandro Sampaio (PPS)
Ação Penal 419 – crimes de responsabilidade durante gestão como prefeito
Ação Penal 442 – crime contra o meio ambiente e patrimônio genético/ poluição

Inquérito 2596 – crimes contra a ordem tributária (imposto de renda da pessoa física). Este corre em segredo de Justiça.

- MARCELO CRIVELA Senador PRB
Crime Contra o Sistema Financeiro e Falsidade Ideológica

- NELSON BORNIER Deputado PMDB
Improbidade Administrativa

- PAULO BALTAZAR Deputado PSB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- PAULO FEIJÓ Deputado PSDB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- REINALDO BETÃO Deputado PR
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- REINALDO GRIPP Deputado PR
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

- Roberto Jefferson Ex-Deputado PTB
Mensalão

- Silvio Lopes (PSDB)

Inquérito 2641 - crimes de responsabilidade, durante gestão como prefeito

Inquérito 2837 – investigação penal por prerrogativa de função

Inquérito 2855 – crimes na Lei de Licitações

- Solange Almeida (PMDB)

Inquérito 2664 - crime de responsabilidade, atribuídos a gestão como prefeita

Inquérito 2726 - crime de responsabilidade, atribuídos a gestão como prefeita

Inquérito 2834 – crimes praticado contra a administração pública. Emprego irregular de verbas ou rendas públicas

- VIEIRA REIS Deputado PRB
Sanguessugas (Escândalo das Ambulâncias)

A beleza das nossas praias fica apenas na orla e
nosso Estado não se limita a samba, suor e cerveja.


SINTA ORGULHO AO VOTAR NA ELEIÇÃO DE 2010.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

PARANÁ


Origem da palavra Paraná:
Do guarani pa’ra, mar, e nã, semelhante, rio grande, semelhante ao mar.


Informações sobre o Paraná - Dados estatísticos, governo, economia, saúde, transportes, telecomunicações no site  http://www.brazilsite.com.br/brasil/estados/parana.htm

Dos 30 deputados federais  (apenas federais), vinte foram reeleitos:  Abelardo Lupion, Affonso Camargo, Alex Canziani, Assis Miguel do Couto, Cezar Silvestri, Chico da Princesa, Dilceu Sperafico, Dr. Rosinha, Eduardo Sciarra, Giacobo, Gustavo Fruet, Hermes Parcianello , Luiz Carlos Hauly, Max Rosenmann, Moacir Micheletto , Nelson Meurer, Osmar Serraglio, Reinhold Stephanes, Ricardo Barros e Takayama.  Dentre eles, cinco  - um quarto - fazem parte da relação de políticos com nome sujo e vamos lembrar que muitos parlamentares enlameados não constam da lista suja  (José Ribamar, o Sarney, é um  exemplo que será eternamente citado) .  Como o Paraná é um Estado digno de orgulho pelo comportamento civilizado de seus habitantes, acredito que nas próximas eleições não cometam tal erro.  Eles mesmos não merecem.

PARA CONSERTAR NOSSO CONGRESSO, OS NOMES ABAIXO DEVEM TROCADOS POR NOMES NOVOS.  É UMA QUESTÃO DE ... HIGIENE.

Affonso Camargo (PSDB)

Alceni Guerra (PFL)
Alex Canziani (PTB)
Alexandre Curi (PMDB)
Alfredo Kaefer (PSDB)
André Vargas (PT)
Angelo Vanhoni (PT)
Anibelli (PMDB)
Artagao Junior (PMDB)
Assis do Couto (PT)
Augustinho Zucchi (PDT)
Balbinotti (PMDB)
Barbosa Neto (PDT)
Belinati (PP)
Bertoldi (PFL)
Bpavin (PMDB)
Caito Quintana (PMDB)
Carlos Simões (PTB)
Cassio Taniguchi (PFL)
Cezar Silvestri (PPS)
Cheida (PMDB)
Chico da Princesa (PL)
Chico Noroeste (PL)
Cida Borghetti (PP)
Dilceu Sperafico (PP)
Dobrandino (PMDB)
Douglas Fabrício (PPS)
Dr. Batista (PMN)
Dr. Rosinha (PT)
Duilio Genari (PP)
Durval Amaral (PFL)
Edgar Bueno (PDT)
Edson Praczyk (PRB)
Edson Strapasson (PMDB)
Eduardo Sciarra (PFL)
Elio Rusch (PFL)
Enio Verri (PT)
Fabio Camargo (PFL)
Felipe Lucas (PPS)
Fernando Carli Filho (PSB)
Francisco Bührer (PSDB)
Geraldo Cartario (PMDB)
Giacobo (PL)
Gustavo Fruet (PSDB)
Hermes Parcianello Frangão (PMDB)
Jocelito Canto (PTB)
Jonas Guimarães (PMDB)
Kielse (PMDB)
Luciana Rafagnin (PT)
Luiz Accorsi (PSDB)
Luiz Carlos Hauly (PSDB)
Luiz Carlos Martins (PDT)
Luiz Fernandes Litro (PSDB)
Luiz Nishimori (PSDB)
Lupion (PFL)
Marcelo Rangel (PPS)
Mauro Moraes (PMDB)
Max Rosenmann (PMDB)
Micheletto (PMDB)
Nelson Garcia (PSDB)
Nelson Justus (PFL)
Nelson Meurer (PP)
Nereu Moura (PMDB)
Ney Leprevost (PP)
Osmar Serraglio (PMDB)
Pedro Ivo (PT)
Péricles (PT)
Plauto (PFL)
Ratinho Junior (PPS)
Reinhold Stephanes (PMDB)
Reni Pereira (PSB)
Ricardo Barros (PP)
Rocha Loures (PMDB)
Romanelli (PMDB)
Rosane (PV)
Rossoni (PSDB)
Setim (PFL)
Stephanes Junior (PMDB)
Tadeu Veneri (PT)
Takayama (PMDB)
Teruo (PMDB)
Traiano (PSDB)
Waldyr Pugliesi (PMDB)
Welter (PT)





Abelardo Lupion (DEM)
- Ação Penal 425 - crime eleitoral


Alfredo Kaefer (PSDB)
- Inquérito 2833 – crimes eleitorais (captação ilícita de votos)


Alceni Guerra (DEM)
- Ação Penal 433 - crime da Lei de Licitações
- Ação Penal 436 - crime contra a fé pública/ falsificação de documento público
- Ação Penal 451 - crimes da Lei de Licitações, durante mandato como prefeito


Cassio Taniguchi (DEM) 
- Ação Penal 445 - crimes da Lei de Licitações.
- Ação Penal 503 - crimes de responsabilidade, por conta de gestão à frente de prefeitura
- Inquérito 1814 - improbidade administrativa.
- Inquérito 1957 – crime da Lei de Licitações
- Inquérito 2850 – crime da Lei de Licitações


Eduardo Sciarra (DEM)
- Inquérito 2610 - por captação ilícita de votos ou corrupção eleitoral. A apuração tramita em segredo de Justiça


Giacobo (PR)
- Ação Penal 345 - crime contra a ordem tributária
- Ação Penal 395 - calúnia e difamação.
- Ação Penal 433 - crime contra a Lei de Licitações
- Ação Penal 480 - por apropriação indébita
- Inquérito 2712 - crime contra a ordem tributária


Luciano Pizzatto (DEM)
- Ação Penal 490 - apropriação indébita previdenciária


Ricardo Barros (PP)
- Inquérito 1164 - crimes contra a ordem tributária (sonegação fiscal). Os autos estão sobrestados no STF.


Takayama (PSC)
- Inquérito 2652 - peculato, crime contra a ordem tributária e estelionato
- Inquérito 2771 - peculato

PIAUÍ




"Político é como fraldas,
devem ser trocados com frequência,
pelos mesmos motivos."

Por isso ...
NÃO VOTE NOS NOMES ABAIXO.
VAMOS ESCOLHER GENTE NOVA E LIMPAR O CONGRESSO.   

Na hora de pedir voto, os candidatos fazem promessas como se fossem milagres que darão a quem os elegeu.  Mas nunca esqueçam:  tudo o que for oferecido em campanhas não é mais do que OBRIGAÇÃO.  Você lhes dá o voto e paga muito por isso, com seus gasios indecentes e dinheiro desviado.  Não se encante com as promessas deles.  Faça você mesmo a sua promessa:  ACABAR COM ESTA PATIFARIA POLÍTICA.


Alberto Silva (PMDB)

Ana Paula (PMDB)
Antonio Felix (PPS)
Assis Carvalho (PT)
Atila (PSDB)
Ciro Nogueira (PP)
Dr. Pinto (PDT)
Edson Ferreira (PFL)
Fernando Monteiro (PFL)
Flavio Nogueira (PDT)
Flora Izabel (PT)
Helio Isaias (PTB)
Henrique Rebelo (PMDB)
Heráclito Fortes ( DEM)
Ismar (PSB)
João de Deus (PT)
João Mádison (PMDB)
João Vicente Claudino (PTB)
Julio Cesar (PFL)
Juraci Leite (PFL)
Kleber Eulalio (PMDB)
Lilian Martins (PSB)
Luciano Nunes (PSDB)
Magalhães (PT)
Mão Santa (PSC)
Marcelo Castro (PMDB)
Marden Menezes (PSDB)
Mauro Tapety (PMDB)
Moraes Souza Filho (PMDB)
Mussa Demes (PFL)
Nazareno Fonteles (PT)
Nerinho (PTB)
Olavo Rebelo (PT)
Osmar Junior (PCdoB)
Paes Landim (PTB)
Robert Rios (PC do B)
Roncalli (PSDB)
Themistocles Filho (PMDB)
Uchoa (PDT)
Warton Santos (PMDB)
Wilson Brandão (PFL)
Xavier Neto (PL)

Nomes com ficha suja:

Ciro Nogueira (PP)
-  Inquérito 2613 - por crimes eleitorais.


Júlio César (DEM) 
-  Inquérito 2239 - formação de quadrilha ou bando e peculato

Mão Santa (PSC) 
-  Inquérito 2449 – peculato
- Inquérito 2613 - crimes eleitorais
- Inquérito 2849 – crimes contra a administração em geral. Peculato.
Mesmo com a ficha suja, ele afirma ter grandes chances de ser vice-presidente de Dilma.

Marcelo Castro (PMDB) 
-  Inquérito 2332 - crime contra a honra, injúria



sábado, 16 de janeiro de 2010

Visão do prefeito de Cuiabá sobre o PODER DO VOTO



"O voto não é nossa arma",  escrito por Waldir Santos,  prefeito de Cuiabá  -  página do Partido Verde - Diretório da Bahia .  

"A arma do eleitor é a conscientização política dos incautos e dos que “não gostam de política”, que agem como se vivessem sem ela. O voto é apenas a munição, por meio da qual o povo pode alcançar as necessárias mudanças.

... não se quer desprezar o valor do voto, mas apenas demonstrar que projéteis não devem ser arremessados um a um, com as mãos. ... aqui podemos chamar de conscientização política. ... pacífica revolução social, por meio da mal utilizada democracia.

Em lugar de simplesmente escolhermos bem os nossos candidatos e concluirmos cínica e preguiçosamente que “fizemos a nossa parte”, sabendo como sabemos a qualidade do que, como povo, temos eleito, devemos arregaçar as mangas e começar, por exemplo, participando de programas voluntários de combate ao analfabetismo, ..."

Como diz Roque Aras, “a hora é de cada qual cumprir o seu dever”. Troquemos, pois, nossas armas."

*
Ao Prefeito Waldir Santos,

É indiscutível sua afirmação de que o voto tem sido usado contra nós, no artigo  “O voto não é nossa arma”.  Porém,  isso ocorre por conta da ignorância (não burrice) dos eleitores, desinteressados pela história dos candidatos nas eleições.   Grande parte dos brasileiros se contenta com promessas e troca sua dignidade por uma simples dentadura ou meio metro de asfalto na rua; troca sua independência por cestas e bolsas. Fica atrelado a políticos que lhes oferecem pouco. Não cobra, não exige.

Mas é um grande erro dizer que o voto é apenas munição.  Munição seria o respeito pelo eleitor.  E é outro erro,  um erro quase romântico,  falar em consciência política num país em que não há interesse pelo assunto, onde as pessoas acreditam ser uma boa ação o que não é mais do que obrigação de seu representante.


Parece, sim,  intenção  de  anular o enorme poder, em forma de voto, que tem o eleitor,  principalmente no trecho    "Em lugar de simplesmente escolhermos bem os nossos candidatos e concluirmos cínica e preguiçosamente que  “fizemos a nossa parte”, sabendo como sabemos a qualidade do que, como povo, temos eleito, devemos arregaçar as mangas e começar, por exemplo, participando de programas voluntários de combate ao analfabetismo."   


O brasileiro trabalha oito horas todos os dias e poucos teriam tempo para  'arregaçar as mangas em prol dos mais carentes'.  Além disso, o fato de ser alfabetizado ou ter muitos  anos de estudo não garante maior capacidade para escolher seu candidato a ninguém.  Dessa incapacidade é que se valem os malfeitores para angariar votos. 


Participar de programas sociais é atitude louvável,  mas o cidadão não é obrigado a fazer um trabalho que não cabe a ele, mas aos políticos por ele indicados e regiamente pagos.


O voto é nossa arma, sim.  E a munição é mostrar ao povo que nossa única saída é fazer uma varredura nas urnas.

Quanto à frase  "Troquemos, pois, nossas armas",  uma outra faria mais efeito "troquemos, pois, nossos políticos".



Jurema Cappelletti
Nota:   1  -  O artigo, que pode ser considerado como a negação do óbvio, tinha até sábado o titulo de  "O voto não é nossa arma".  Hoje, ao tentar mais uma vez encaminhar  a resposta acima, lá estava outro título  "A arma do eleitor não é o voto",   que significa a mesma coisa, mas deixa de ser o mesmo título com apenas uma palavra - NÃO - a mais.   2  -  Da próxima vez, em casos como esse, ao invés de copiar/colar, vou tirar foto para ter certeza de evitar engano, como poderia ser no caso do título.   3 -   Ainda não consegui enviar comentário ao autor do texto.


Síntese da história política de Waldir Santos


1 - Desempenhou função na Secretaria Municipal de Serviços Públicos de Cuiabá;  2 - Se elegeu pela primeira vez para vereador de Cuiabá em 1988 pelo PMDB;  3 -  Renunciou a este mandato para concorrer a outra eleição;  4 - foi eleito deputado estadual,em 1990 pelo PDT;  5 - Foi reeleito em 1994;  6 - Em 1998 elegeu-se deputado federal novamente pelo PMDB;  7 - Em 2000 concorreu pela primeira vez a prefeitura de Cuiabá, obtendo o 3o.lugar;  8 - Reeleito deputado federal em 2002 pelo PSDB;  9 - foi eleito à prefeitura de Cuiabá em 2004;  10 - Em 2008, em eleição novamente decidida no 2o.turno, foi reeleito prefeito.

Curiosidade:  Um relatório da CGU apontou que as licitações e contratos para a execução as obras do PAC tinham indícios de superfaturamento.   Prefeito de Cuiabá,  Wilson Santos (PSDB ) nega superfaturamento ‎12/01/2010‎.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

PERNAMBUCO




Origem do nome PERNAMBUCO:
Vem do tupi:  “para'nã”, rio caudaloso, rio grande, mar, e “pu'ka”, gerúndio de “pug”, que significa rebentar, estourar.  Relativo ao furo, ou entrada, formado pela junção dos Beberibe e Capibaribe.





No site da  Assembléia Legislativa do Estado de Pernambuco  (ALEPE)  há um comentário sobre  alguns políticos que perderam a eleição em 2006, mas não foram abandonados  (sic)  pelo governador Eduardo Campos e conseguiram  "tirar uma casquinha".  Maiores detalhes: 


RELAÇÃO DE NOMES QUE CORTADOS PARA
FAZER UMA LIMPEZA NO CONGRESSO

Antes da eleição, distribua a lista a seus conhecidos e peça que façam a mesma coisa. O eleitor é o principal responsável pela patifaria nacional, pois ele quem escolhe os parlamentares.   Ao invés de reclamar da bandidagem, precisamoms agir diante da urna.

AGLAISON JUNIOR (PSB)
ANA ARRAES (PSB)
ANDRÉ CAMPOS (PT)
ANDRÉ DE PAULA (PFL)
ANGELO FERREIRA (PSB) - PRIMEIRO MANDATO
ANTÔNIO FIGUEIROA (PTB)
ANTÔNIO MORAIS (PSDB)
ARMANDO MONTEIRO (PTB)
AUGUSTO CÉSAR (PTB) - PRIMEIRO MANDATO
AUGUSTO COUTINHO (PFL)
AYRINHO (PSB) - PRIMEIRO MANDATO
BARRETO (PMN) - PRIMEIRO MANDATO
BRINGEL (PSDB) - PRIMEIRO MANDATO
BRUNO ARAÚJO (PSDB)
BRUNO RODRIGUES (PSDB)
CADOCA (PMDB)
CARLA LAPA (PSB)
CARLOS SANTANA (PSDB) - PRIMEIRO MANDATO
CARLOS WILSON (PT)
CEÇA RIBEIRO (PSB)
CIRO COELHO (PFL)
CLAUDIANO (PMDB)
CLEITON COLLINS (PSC)
CLODOALDO MAGALHÃES (PSC) - PRIMEIRO MANDATO
EDGAR MOURY (PMDB)
EDSON VIEIRA (PSDC) - PRIMEIRO MANDATO
EDUARDO DA FONTE (PP)
EDUARDO PORTO (PT do B) - PRIMEIRO MANDATO
ELIAS LIRA (PFL)
ELINA CARNEIRO (PSB)
ERIBERTO MEDEIROS (PT do B) - PRIMEIRO MANDATO
ESMERALDO (PTB) - PRIMEIRO MANDATO
EVERALDO CABRAL (PTB) - PRIMEIRO MANDATO
FERNANDO COELHO FILHO (PSB)
FERRO (PT)
GERALDO COELHO (PFL)
GONZAGA PATRIOTA (PSB)
GUILHERME UCHOA (PDT)
HENRIQUE QUEIROZ (PP)
INOCÊNCIO OLIVEIRA (PL)
ISAIAS RÉGIS (PTB)
ISALTINO NASCIMENTO (PT)
JARBAS VASCONCELOS - PMDB
JOÃO DA COSTA (PT) - PRIMEIRO MANDATO
JOÃO FERNANDO COUTINHO (PSB)
JOÃO NEGROMONTE (PMDB)
JOSÉ ALVES (PMN) - PRIMEIRO MANDATO
JOSE CHAVES (PTB)
JOSÉ MÚCIO (PTB)
JOSÉ QUEIROZ (PDT)
LOURIVAL SIMÕES (PV)
LUCIANO MOURA (PC do B) - PRIMEIRO MANDATO
MANUEL FERREIRA (PFL)
MARCO ANTÔNIO DOURADO (PTB)
MARCO MACIEL - DEM MARCOS ANTÔNIO (PSC)
MAURÍCIO RANDS (PT)

MAVIAEL CAVALCANTI (PFL)
MIRIAM LACERDA (PFL) - PRIMEIRO MANDATO

PAULO RUBEM (PT)
PEDRO EUGÊNIO (PT)

PEDRO EURICO (PSDB)

RAIMUNDO PIMENTEL (PSDB)
RAUL HENRY (PMDB)

RAUL JUNGMANN (PPS)
RENILDO CALHEIROS (PCDOB)

RICARDO TEOBALDO (PMDB)
ROBERTO MAGALHAES (PFL)
ROMÁRIO DIAS (PFL)
SEBASTIÃO OLIVEIRA (PL)

SÉRGIO GUERRA - PSDB

SÉRGIO LEITE (PT)
SILVIO COSTA FILHO (PMN) - PRIMEIRO MANDATO
TEREZA LEITÃO (PT)

TEREZINHA NUNES (PSDB) - PRIMEIRO MANDATO
WOLNEY QUEIROZ (PDT)

ZÉ MENDONÇA (PFL)



Muitos estão ainda no primeiro mandato, mas isso não os torna confiáveis, pois já estão envolvidos no "métier" há um certo tempo.  Em todo caso, não havendo nomes totalmente novos para escolher, é melhor votar nos menos contaminados.  Futuramente haverá o tempo de  'serviço' de todos ao lado de cada nome.

Um exemplo:  Inocêncio de Oliveira nasceu em l938 e seu primeiro mandato foi em l975, ou seja, ele é representante do povo pernambucanos há longos 35 anos e tem hoje SETENTA E DOIS ANIOS DE IDADE.   Provavelmente não se aposenta por amor à pátria.

Você pretende sustentá-lo duante  mais quantos anos? 

Há um certo problema de identidade entre os  políticos pernambucanos.  Alguns constam da lista com o apelido e outros com apenas o prenome.   Ainda que sejam conhecidos pelos eleitores de maneira informal, na relação de parlamentares seu nome completo deveria constar.  Afinal, isso não é uma lista de amigo oculto .  Exemplos  de problema de identidade (ou identificação):  AYRINHO,   BARRETO, BRINGEL,CADOCA, CARLOS WILSON,  CEÇA RIBEIRO, CLAUDIANO, ESMERALDO, EVERALDO CABRAL, PAULO RUBEM , PEDRO EUGÊNIO, PEDRO EURICO


PARLAMENTARES COM FICHA - oficialmenTe - SUJA

Armando Monteiro Neto (PTB-PE)
- Inquérito 2611 - crimes contra o Sistema Financeiro Nacional

Raul Jungmann (PPS-PE)
- Inquérito 2531 – peculato

Silvio Costa (PNM-PE)
- Inquérito 2813 – Calúnia

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

PARAÍBA





Origem do nome PARAÍBA
Do tupi, pa’ra, rio, e a’iba, ruim, impraticável.


A palavra NEGO, que aparece na bandeira do Estado, é uma referência ao  que disse  Epitácio Pessoa, governador da Paraíba, negando seu apoio a Washington Luiz em 1929.  A história com maiores detalhes está no site  www.brogui.com/imagens/paraiba.gif


ABAIXO  OS NOMES  DOS POLÍTICOS  DA PARAÍBA  QUE DEVEM SER DISTRIBUÍDOS  ENTRE OS CONHECIDOS, PEDINDO QUE FAÇAM O MESMO.  A FAXINA NO CONGRESSO É RESPONSABILIDADE DE CADA UM DE NÓS.



Aguinaldo Ribeiro (PP)
Antônio Mineral (PSDB)
Armando Abílio (PSDB)
Arnaldo Monteiro (PFL)
Arthur Cunha Lima (PSDB)
Batinga (PSB)
Branco (PFL)
Cícero Lucena - PSDB
Efraim Morais - DEM
Roberto Cavalcanti - PRB
Dinaldo Wanderley (PSDB)
Dr. Damião (PL)
Dr. Ivaldo Moraes (PMDB)
Dr.Verissinho (PMDB)
Dunga Júnior (PTB)
Efraim Filho (PFL)
Fabiano Lucena (PSDB)
Francisca Motta (PMDB)
Gervasio Maia (PMDB)

Guilherme Almeida (PSB)
Iraê Lucena (PMDB)
Jacó Maciel (PDT)
Jeova (PT)
João Gonçalves (PSDB)

João Henrique (PFL)

José Aldemir (PFL)

Leonardo Gadelha (PSB)
Lindolfo Pires (PFL)
Luiz Couto (PT)
Manoel Junior (PSB)

Manoel Ludgério (PDT)

Marcio Roberto (PMDB)
Marcondes Gadelha (PSB)

Nivaldo (PPS)
Olenka Maranhão (PMDB)

Quinto (PMDB)
Quitans (PFL)

Raniery Paulino (PMDB)
Ricardo Marcelo (PSDB)

Rodrigo Soares (PT)
Romero Rodrigues (PSDB)

Rômulo Gouveia (PSDB)

Ronaldo Cunha Lima (PSDB)
Ruy Carneiro (PSDB)

Socorro Marques (PPS)
Trocólli Júnior (PMDB)
Vitalzinho (PMDB)
Wellington Roberto (PL)

Wilson Braga (PMDB)

Wilson Santiago (PMDB)

Zenóbio Toscano (PSDB)


NOMES COM A FICHA - oficialmente - SUJA


Armando Abílio (PTB-PB)

- Inquérito 2609 - crime contra a administração da justiça/coação
- Inquérito 2119 - falsidade ideológica
- Inquérito 2692 - improbidade administrativa
- Inquérito 2711 - apropriação indébita previdenciária


Cícero Lucena (PSDB-PB)
- Ação Penal 493 - crimes na Lei de Licitações. O processo corre em segredo de Justiça
- Inquérito 2527- crimes na Lei de Licitações. O procedimento corre em segredo de Justiça

Roberto Cavalcanti (PRB-PB)
- Inquérito 2817 - corrupção ativa
- Inquérito 2818 - documentação falsa e corrupção ativa



Rômulo Gouveia (PSDB-PB)
- Ação Penal 492 - captação ilícita de votos ou corrupção eleitoral

Wellington Roberto (PR-PB)
- Inquérito 2612 - falsidade ideológica e crimes contra o sistema financeiro nacional


FAÇA UM TESTE:  APÓS A PRÓXIMA ELEIÇÃO,
CONFIRME O SEU PODER COMO ELEITOR.

SINTA O ORGULHO DE AFASTAR QUEM DEBOCHA DA SUA CARA
EM TROCA DE ESMOLAS E PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS.